• Facebook
  • Instagram
  • YouTube
  • Pinterest

Atendimento: reservas@bahiaterra.com | +55 (71) 3599-2977 | +55 (75) 3653-6017 | +55 (75) 3653-6124 | +55 (75)  3199-0207

Se você já está pensando onde passará suas próximas férias, viajar para Bahia deve ser uma das opções a se considerar. Afinal, esse é um dos mais queridos e belos estados brasileiros, que desperta a imaginação pelos seus cenários paradisíacos, pela cultura única e pela gastronomia apimentada.

É normal, no entanto, que você se preocupe com quanto isso pode custar. Passagens de avião, hospedagem, alimentação, transporte no dia a dia e passeios compõem um orçamento que, se não for bem administrado, pode sair mais alto do que o imaginado.

Nessas horas, a melhor coisa é poder contar com as dicas de quem conhece bem a região e sabe como economizar. Confira o texto e descubra quanto custa viajar para a Bahia e como gastar menos em cada uma das etapas.

Sabendo quanto custa viajar a Bahia, é mais fácil organizar a viagem
Sabendo quanto custa viajar a Bahia, você já pode organizar a sua viagem!

Passagens de avião

Esse é um dos custos que mais podem sair do controle. Se você comprar de forma errada, dependendo do seu ponto de partida, o valor dos bilhetes de ida e volta passa facilmente de mil reais. Porém, nós não deixaremos isso acontecer, certo?

Aliás, a primeira pergunta que você deve fazer a si mesmo está relacionada à distância e à oferta de voos no aeroporto de sua cidade.

Isso porque, muito embora Salvador seja uma das cidades mais importantes do Brasil, ela não é exatamente um hub — como São Paulo, Brasília e Rio de Janeiro ­—, e se a sua cidade também não tiver um aeroporto tão movimentado, a chance de custar caro é maior. É a tal da lei da oferta e da procura.

Isso, porém, é circunstancial. O mais importante é que você adote as boas práticas, e isso ajudará na economia, seja lá qual for o seu ponto de partida.

O requisito mais relevante na hora de comprar a sua passagem é a antecedência. Quanto mais tempo você tiver disponível, maiores serão as suas chances de conseguir uma excelente oferta.

Outro ponto importante é a questão da alta e da baixa temporada. Nos meses de férias escolares e feriados prolongados, não tem jeito: a maior procura tornará mais difícil conseguir bons preços. A gente parte, porém, do princípio de que você viajará quando for possível, então, não vamos nos prender a essa questão, que é razoavelmente óbvia.

Sites de busca

O primeiro passo é sempre fazer uma busca em qualquer um dos principais buscadores de passagens da internet. Por meio deles, você já consegue ter uma boa base de quanto custará a sua viagem para a Bahia e, usando as ferramentas do site ou aplicativo, você pode localizar dias e horários em que gastará menos — e a diferença pode ser gigante em voos muito próximos uns dos outros.

Se você já encontrar ali uma boa oferta, ligue imediatamente o seu radar e comece a considerar a possibilidade de comprá-la. Se estiver fazendo isso com pouca antecedência em relação à viagem, não pense duas vezes.

Nossos buscadores prediletos são o Decolar, que apresenta ofertas de voos até que não aparecem nos concorrentes, e o Kayak, com um grande número de possibilidades, inclusive a de comprar via site de milhas, e a indicação, com base no histórico de preços, da relevância de adquirir a passagem de imediato ou de esperar um pouco mais.

Outros muito populares são o Google Flights e o Skyscanner.

Promoções

Periodicamente, as empresas aéreas fazem promoções que resultam em preços muito menores do que o habitual. Essa prática, no entanto, é bem menos frequente hoje em dia, assim como o tamanho dos descontos. Então, não é uma boa ideia apostar todas as suas fichas nessa opção.

As companhias aéreas têm feito suas promoções, em média, uma vez por mês, para passagens que precisam ser usadas dois ou três depois. Por isso, para ter uma boa chance de conseguir algo interessante, você precisa ter, no mínimo, três ou quatro meses de antecedência.

A melhor maneira de tirar o máximo dessas promoções é assinando as newsletters das empresas aéreas e de sites de viagens e acompanhando. Dessa forma, você conseguirá saber se já houve promoção para o período em que deseja viajar e o quanto as passagens ficam mais baratas nesse modelo.

Sites de milhas

Opções relativamente recentes, esses sites podem trazer um custo mais baixo, especialmente quando a sua compra for feita com pouca antecedência. O contra é que nem sempre a oferta se realiza e você pode ficar na mão, isto é, trata-se de uma aposta.

Outras possibilidades de transporte

Se você é mais jovem ou mora em um estado vizinho — Minas, Espírito Santo e boa parte do Nordeste —, ir de ônibus ou de carro pode ser uma opção. Use um site, como o Busca Ônibus, para descobrir preços, horários e opções de veículos, que podem ir dos mais simples aos luxuosos ônibus-leito.

No entanto, se o período de viagem for acima de 12 horas, pense duas vezes, já que o tempo perdido e o cansaço podem acabar por custar mais caro do que a diferença das passagens. Se a opção for dirigir, vale a mesma reflexão. Um carro representa custo, responsabilidade e energia, então, avalie se vale a pena de fato.

Se a sua viagem for para o Morro de São Paulo, o site da Bahia Terra Turismo é obrigatório. Lá, há a informação de preços que cobrem todos os meios de chegar a um dos destinos mais procurados do estado.

Hospedagem confortável
Procurando, você encontra hospedagens confortáveis e acessíveis.

Hospedagem

Os modelos de hospedagem também podem ser muitos: hotéis, pousadas, hostels, Airbnb etc. — depende do seu perfil como viajante e de quanto você tem disponibilidade para gastar. É possível conseguir hospedagens por algo em torno de R$ 50 ao dia em albergues de dormitórios coletivos, até diárias bem mais altas em hotéis de charme e em resorts.

Nas cidades maiores e para estadias superiores a quatro dias, a opção por alugar um quarto ou apartamento inteiro no Airbnb é difícil de superar. Já para estadias menores ou em cidades pequenas, onde não há tanta oferta de imóveis por temporada, consultar o Booking deve ser a primeira medida. De qualquer forma, pesquise sempre os dois e veja qual a opção que melhor se encaixa na sua necessidade.

Outros custos

Para gastar menos em alimentação, transporte, entradas e passeios em geral, o segredo é pesquisar com antecedência. Isso ajuda a fugir das armadilhas para turistas, a localizar os dias em que as atrações são grátis ou cobram meia entrada e a identificar formas mais econômicas de chegar aos lugares, sem abrir mão da segurança e do conforto.

Use o GoogleMaps, com a opção “melhor avaliados” ligada, e o TripAdvisor para saber o que os outros viajantes acharam dos serviços na cidade em que você pretende ficar.

Se você gostou dessas dicas e ficou com ainda mais vontade de viajar para Bahia, siga-nos nas redes sociais e descubra tudo sobre esse destino dos sonhos. Estamos no Facebook e no YouTube.

44 visualizações0 comentário

Bahia

Você sabia que a Bahia é o lugar onde acontece um dos maiores festivais da América Latina? O Un...

Universo Paralello Festival: conheça mais sobre esse event...

Bahia

Muitos turistas chegam à capital baiana como ponto de partida para as férias. Saiba o que faze...

O que fazer em Salvador da Bahia?

Bahia

Confira o que deve considerar ao viajar em grupo e quais são os cuidados a serem tomados para o...

Aprenda como fazer o planejamento de viagem com amigos!
MORRO DE SÃO PAULO
ESTÁ ESPERANDO POR VOCÊ

Reserve sua viajem de Catamarã
agora mesmo.

44 visualizações

0 curtidas

0 comentário

Quanto custa viajar para a Bahia? Saiba como definir o orçamento

27/09/19