• Bahia Terra Turismo

Nova lei proíbe a venda e consumo de long neck no Morro de São Paulo

Atualizado: Abr 23

Morro de São Paulo é sinônimo de badalação como também de lindas paisagens naturais, mas diz não a long neck.


Segunda Praia em Morro de São Paulo

E para manter esse lindo paraíso surge a proibição da venda e o consumo de garrafas long neck, não só em Morro de São Paulo, mas também em todo o município de Cairu na Bahia.


Uma cerveja gelada na praia sempre é bem-vinda e na noite de um lugar como Morro de São Paulo não é uma opção dispensável, porém a partir do dia 1º de julho deste ano não é qualquer cerveja que você poderá tomar no município de Cairu.


O arquipélago de Cairu é formado por 26 ilhas, entre as quais estão a Ilha de Boipeba e a Ilha de Tinharé, onde fica Morro de São Paulo, a vila mais badalada da região.


A lei que proíbe a venda e consumo de garrafas long neck chega para combater um problema ambiental. Quer saber mais sobre esta lei e o motivo específico da sua criação, então não perca este post!

LEI 553/2018 proíbe venda de long neck em Morro de São Paulo e Boipeba

O que diz a lei 553/2018?


Agora quando você chegar em Morro de São Paulo terá a nova lei municipal que proíbe a venda e consumo de garrafas long neck na região, foi sancionada pelo prefeito Fernando Brito no dia 11 de dezembro de 2018 e publicada 8 dias depois no Diário Oficial. A lei começou a vigorar em Cairu no dia 1° de julho deste ano.


A proibição não é só para garrafas long neck mas também para todo tipo de garrafas one way, ou seja, garrafas de vidro que só se utilizam uma vez.


Cairu é o primeiro município baiano a fazer veto às garrafas long neck e one way.


Qual é a penalização?


Os infratores inicialmente serão notificados e depois multados em dois salários mínimos, caso houver reincidência a multa será de quatro salários mínimos.


Se acontecer uma nova infração dentro dos seis meses da reincidência, a multa aplicada será de 10 salários mínimos e o alvará de funcionamento do estabelecimento será cancelado automaticamente por 6 meses.


A lei e as penalizações são por um bom motivo, entenda o porquê da proibição.


Qual o motivo da proibição das garrafas long neck no Morro de São Paulo?


Morro e Boipeba diz não as garrafas long neck

As garrafas long neck e one way em geral são consideradas um dos grandes problemas de poluição não só no Brasil, mas no mundo inteiro.


Dado que após o consumo da bebida, as garrafas são descartadas como lixo comum, gerando uma grande quantidade de resíduos que comprometem o meio ambiente.


O motivo dessas garrafas não serem retornáveis é que na sua fabricação foram retirados parte dos componentes químicos, que davam maior resistência à embalagem, com o fim de competir com as latas descartáveis de alumínio.


Devido a sua fragilidade, as garrafas long neck não podem ser reutilizadas, ocasionando um problema ambiental pela falta de interesse para a reciclagem do material. Reciclar esse tipo de embalagem não é algo rentável, por este motivo não se considera essa opção.


O descarte dessas garrafas é um problema que acontece não só na região de Cairu, mas no Brasil inteiro, dado que uma garrafa dessas leva quase uns 5.000 anos para se decompor na sua totalidade.


Atualmente no município de Cairu, o descarte das garrafas, long neck e one way, é feito em um lixão a céu aberto, ocupando o espaço de resíduos orgânicos de rápida decomposição.


O descarte das garrafas de vidro não só aumenta o volume de lixo nas matas nativas, mas também gera risco para os que trabalham com coleta de lixo e reciclagem. Além disso, é foco de mosquitos transmissores da febre-amarela, dengue, zika e chikungunya.


Está bastante claro que são muitos os problemas causados pelo excesso deste material.

Morro de São Paulo se destaca pelas suas divertidas festas que duram até o amanhecer.


Nelas, o consumo de cerveja em garrafas long neck e outras bebidas em garrafas one way era bastante popular entre os seus frequentadores, por tanto a quantidade gerada desse tipo de lixo era bastante grande.


Foi dentro desse contexto que surgiu a lei 553/2018, para dessa forma amenizar os problemas gerados pelo lixo desse tipo na região e no meio ambiente, fomentando assim o consumo sustentável.


Cairu é o primeiro município baiano a fazer veto às garrafas long neck

Como está sendo a receptividade da lei?


Os problemas da quantidade de lixo não reciclado são bastante conhecidos por todos na região. Por esse motivo a lei está tendo uma excelente aceitação pela população, empresários, e incluso, fabricantes, distribuidores e vendedores de bebidas, que vem nesse tipo de adequação uma oportunidade para vincular seu nome a campanhas ecologicamente corretas.


Atualmente na região, a cerveja é vendida em garrafas retornáveis ou em latas de alumínio.


O que muda para o turista?


Para o turista não muda nada além de que não poderá consumir cerveja em garrafa long neck.


Mas para os apreciadores da bebida em garrafa, ainda tem a possibilidade de consumir as garrafas retornáveis de 600 ml, para quem não se importa com a embalagem também tem a opção das latas de alumínio.


Com a implementação desta lei, não só turistas e moradores locais têm a ganhar. O meio ambiente ganha, e muito, com esta proibição que deve servir de exemplo para outros municípios, tanto da Bahia quanto do Brasil inteiro.


Vista aérea do Morro de São Paulo

Quer fazer parte?


A Associação Comercial e Empresarial de Cairu (Acec) criou a campanha com o texto “Os cincos minutos de prazer da cerveja gelada não justificam os 4 mil anos de problemas ambientais que esta garrafa gera na nossa natureza”


Faça parte da campanha utilizando a hashtag nas suas publicações das redes sociais e colabore com a conscientização dos problemas gerados com o lixo. O meio ambiente agradece!


A proibição da venda e consumo de garrafas long neck no Morro de São Paulo, não vai prejudicar nem o turismo, nem a economia local, nem a população, muito pelo contrário, só tem a melhorar o bem mais precioso que temos: a natureza, e nada mais acorde com este paraíso que encontramos na região que cuidar do que temos de melhor.


Precisando de algumas dicas para curtir esse paraíso? Então não perca este post com todas as opções que tem para aproveitar em Morro de São Paulo!

0 visualização

CENTRAL DE RESERVAS


TELEFONE: +55 75 3653 6124

TELEFONE: +55 75 3653 6017

WHATSAPP: +55 75 9 9905 9430

E-MAIL: RESERVAS@BAHIATERRA.COM

FORMAS DE PAGAMENTO

logo-bahia-terra-ok.png